CIGRE Brasil
Associados
Comitês de Estudos
Eventos

Documentos
Revista Eletroevolução
Newsletters
Notícias
Links
Vídeo Institucional
Fale Conosco
Mapa do Site


Como se logar?

18 de outubro de 2019
Fórum de Jovens - entrevista Miguel Segundo

Marcado por uma visita à Itaipu Binacional quando ainda cursava o Ensino Médio, Miguel, aos 26 anos, tornou-se cofundador e CEO da Platta, além de sócio de duas outras empresas, a RESS Participações e Investimentos e a Gedisa Energia. 
Com formação em Engenharia Civil e mestrado em Engenharia de Recursos Hídricos e Ambiental, ambos pela UFPR, Miguel ainda atua como membro da Câmara Técnica de Energia e como professor de pós-graduação no ISAE - Instituto Superior de Administração e Economia.

Formado em Engenharia Civil e mestre em Recursos Hídricos e Ambientais pela UFPR, em que momento se decidiu pela ênfase em estudos energéticos?

Na verdade o que me motivou a cursar Engenharia Civil foi justamente a área de geração de energia, por conta de uma visita técnica que fiz em Itaipu Binacional quando ainda estava no ensino médio, em 2009. Na ocasião fiquei impressionado com toda a engenharia envolvida e decidi que era com isso que eu gostaria de trabalhar. Entretanto, só fui ter contato direto com a área energética no último ano da graduação, em que tive a oportunidade de estagiar na área de hidrologia da Copel Geração e Transmissão. Além disso, paralelamente, iniciei o Trabalho Final de Curso (TFC) na área de estudos energéticos, focando o impacto das mudanças climáticas e da diminuição na capacidade de regularização no Sistema Interligado Nacional (SIN). Antes de finalizar este TFC e o estágio na Copel já havia me inscrito no processo seletivo do Mestrado no Graduate Program in Water Resources and Environmental Engineering (PPGERHA) da UFPR para estudar o aspecto econômico relacionado às PCHs.

Cofundador da Platta e sócio da ESS Participações e Investimento e da Gedisa Energia, além de professor da pós-graduação do Instituto Superior de Administração e Economia – ISAE. Como tem atuado no mercado de energia?

A RESS Participações e Investimentos é uma empresa que desenvolve e tem participação em projetos de geração de energia e presta consultoria na área de modelagem econômica-financeira. A Gedisa Energia surgiu a partir da necessidade que tínhamos nas usinas em que a RESS participa de atuarmos com a geração compartilhada. Dessa forma, a Gedisa é uma prestadora de serviços para soluções em Geração Distribuída. Por sua vez, a Platta é uma plataforma de financiamento coletivo que disponibiliza projetos de energia para investimento em troca de participação societária nos empreendimentos (com tíquete a partir de R$1.000,00). A Platta tem como missão a democratização do investimento em economia real.

Quando teve conhecimento do CIGRE? Qual a sua expectativa para o II Fórum dos Jovens do CIGRE-Brasil?

Tive conhecimento das atividades do CIGRE desde a época em que estagiava na Copel G&T. Minha expectativa é que possamos discutir um pouco da disrupção que vem acontecendo no Setor Elétrico por meio de tecnologia e de empresas inovadoras.

Como enxerga o setor elétrico no futuro?

Vejo um setor cada vez mais descentralizado, com empoderamento do consumidor - seja para gerar sua própria energia, armazená-la ou comprar e vender no mercado livre. Além disso, acredito no impacto da tecnologia (principalmente do blockchain), no preço horário de energia e na remuneração das diferentes fontes de acordo com o quanto agregam ao setor e ao país.



CIGRE-Brasil
3/10/2019